Segunda corrida da Argentina ganha por Loeb.

A segunda corrida da Argentina foi ganha por Loeb. O piloto francês fez uma corrida limpa e conseguiu manter Lopez atrás de si. O terceiro classificado foi o piloto português Tiago Monteiro, que conseguiu mais uma vez ser o melhor dos não Citroen, depois de na primeira corrida ter feito 4º lugar, atrás dos três Citroen oficiais.

autodromo termas de hondo wtcc

Foto retirada de:autodromotermas.com

Passemos agora a análise da desta segunda corrida na corrida na Argentina.

Nesta segunda corrida a Lada começava com mais “atraso” em relação aos concorrentes: Rob Huff largou do pit lane, já que os mecânicos não conseguiram colocar o LADA pronto antes da largada.

Bom arranque de Tom Coronel e de Tiago Monteiro, que saltou para o 4º lugar depois da 2ª curva, mas perdeu a posição para Ma Qing Hua e Sebastien Loeb. Foi muito difícil defender a posição para Monteiro que não tem carro para os Citroën. Os dois pilotos da marca francesa, saltaram para as posições da frente, com Loeb em 1º e Hua em 2º.

Rob Huff desistiu no final da primeira volta, tal como Thompson.

No fim da segunda volta, o top 5 era este: Loeb, Hua, Tarquini, Lopez e Bennani. Tiago Monteiro era 6º, com um erro durante essa volta. Na terceira volta, entrou o Safety Car, devido ao óleo na curva 2 e aos destroços que saltaram do carro de Tom Coronel, que na saída de uma das curvas do circuito argentino, foi à relva. O holandês avisou que tinha afinado radicalmente o Cruze e isso levou-o a perder algum tempo nas curvas.

Durante o período do Safety Car, Ma Qing Hua foi às boxes para tirar relva da frente do C-Elyseé. Tom Coronel, com problemas no carro, foi também para as boxes, mas para desistir.

O Safety Car saiu da pista na volta 6. “Pechito” Lopez (que ficou em 3º depois de Hua ir às boxes) ultrapassou Tarquini passando os dois Citroën para a frente da corrida, com Monteiro a segurar muito bem Muller. Borkovic em luta com Rydell, foi à relva, desfazendo a frente do Honda. Outro Honda, de Monteiro, era ultrapassado por Muller.

Uma luta boa de acompanhar, foi a de Tarquini e Bennani, que queriam os dois ficar em 3º lugar, com a experiência do italiano a ser determinante para essa luta e Bennani ficava pressionado por outro experiente piloto, Yvan Muller. Essa pressão fez com que Bennani travasse tarde na última curva e Muller batesse forte na esquerda do carro do marroquino.

Quem aproveitou foram Monteiro e Michelisz, que passaram Bennani. Monteiro ainda conseguiu passar Muller, piloto que tinha problemas no carro depois do toque com o marroquino. Este Incidente, que ficou sob investigação da direcção de corrida. Yvan Muller teve de entrar nas boxes para limpar o radiador, perdendo muitas posições.

Na volta 13, Tiago Monteiro ultrapassou Gabriele Tarquini e subiu para a 3ª posição da corrida.

No final, Loeb em 1º, Lopez 2º, Tiago Monteiro 3º.

Classificação da corrida 2:

lassificação da segunda corrida do wtcc na argentina 2015 em termas de rio hondo

 

 

Consulte também o blog Chicane.

Recommended Posts

Leave a Comment