WTCC – Antes dos treinos, o contacto com a cidade

Foi um dia memorável para a cidade. O WTCC chegou em força e Vila Real soube receber todos os seus intervenientes. A cidade mobilizou-se em peso para dar as boas vindas aos pilotos e nenhum deles ficou indiferente ao carinho que a cidade lhes transmitiu. Na conferência de imprensa, Rui Santos voltava a refererir a honra de receber em Vila Real o WTCC, desejando que a prova seja um sucesso.francois ribeiro sobre o wtcc em vila real Francois Ribeiro chefe da Eurosport Events assumiu que foi um risco trazer a competição para esta cidade. A proposta foi feita 3 semanas apenas antes do anuncio do calendário de 2015 e Ribeiro tinha dúvidas em relação à pista. Essas duvidas ficaram dissipadas quando deu uma volta no circuito. Aí disse “o WTCC tem de vir para Vila Real”. E assim começou uma aventura que hoje começa a tomar forma. Se o evento correr bem e as entidades responsáveis assim quiserem, há vontade por parte da Eurosport Events de cumprir o acordo de 3 anos. O WTCC terá menos provas europeias no futuro e a vontade é deixar apenas as pistas com mais carácter, algo que Vila Real tem de sobra. Tiago Monteiro é a estrela da companhia. De uma simpatia a toda a prova e sempre disponível para os fãs, o piloto mostrou-se mais uma vez muito satisfeito por estar em Vila Real e que vai dar tudo por tudo para subir ao pódio. Prometeu que não se vai “vingar” de Lopez, embora admita que vá assumir uma postura agressiva e lutar pela vitória até ao fim, embora admita que é preciso ter muito cuidado num circuito citadino pois um erro pode estragar o fim de semana todo. Yvan Muller realçou também a dificuldade da pista, que considerou “exigente e perigosa”. O francês que é um dos especialistas em traçados citadinos disse que neste tipo de pistas é preciso ter um carro perfeito para dar 100%. A confiança no carro tem de ser absoluta. Quanto À luta pelo titulo, Muller afirmou que está tudo em aberto entre os 3 Citroen´s , mas que não desiste da luta e vai lutar até ao fim pelo titulo. Seguiu-se depois a parada dos pilotos pelas antigas boxes da cidade, com bancadas repletas de gente para receber os pilotos. Um banho de multidão que foi repetido na Câmara onde estava preparada uma sessão de autógrafos. Lada em vila realTivemos oportunidade de falar com Jaap Van Lagen e Catsburg da Lada e ambos foram de uma simpatia a toda a prova e mostraram-se entusiasmados com o traçado transmontano. Van Lagen referiu até que é um dos maiores desafios do ano ( relembramos que este piloto também esteve em Nurburgring). Os pilotos estão a adorar a cidade e o publico e estão ansiosos por experimentar a pista. Quanto à evolução da Lada , reconheceram que a equipa está a dar os passos certos e que para 2016 podem contar com uma melhoria significativa. Foi um dia fenomenal para pilotos e para o público. Monteiro foi fortemente apoiado e sem duvida o mais acarinhado. Melhor inicio de festa seria impossível. Amanhã as maquinas vão para o asfalto e a festa vai dar lugar à competição.

Recommended Posts

Leave a Comment